CASA Sri Aurobindo - Núcleo para o Livre Desenvolvimento da Consciência

A CASA Cursos Publicações Yoga Integral Biblioteca

 

X. O Yoga da Vontade Inteligente (14)

O sinal do homem em Samadhi não é que ele perca a consciência dos objetos e do ambiente e de seu eu mental e físico e não pode ser reanimado por queima ou tortura do corpo - a ideia comum do assunto; o transe é uma intensidade particular, não o sinal essencial. O teste é a expulsão de todos os desejos, a incapacidade destes em atingir a mente, e é o estado interno do qual essa liberdade surge, o deleite da alma reunida em si mesma com a mente igual e quieta e elevada, acima das atrações e repulsões, as alternâncias de sol e tempestade e estresse da vida exterior. Está recolhida dentro, mesmo quando age exteriormente; está concentrada em si mesma quando olha para as coisas; está totalmente dirigida ao Divino, mesmo quando, à visão externa de outros, está ocupada e preocupada com os assuntos do mundo. Arjuna, exprimindo a mente humana comum, pede algum sinal externo, físico e praticamente discernível deste grande Samadhi; como esse homem fala, como senta, como anda? Nenhum desses sinais pode ser dado, nem o Mestre tenta supri-los; pois o único teste possível de sua posse é interior e existem muitas forças psicológicas hostis a serem consideradas. A igualdade é o grande selo da alma libertada e, dessa igualdade, até os sinais mais discerníveis ainda são subjetivos. "Um homem com a mente intocada pelas dores, que superou desejos por prazeres, de quem já se foram o gosto, a ira e o medo, esse é o sábio cujo entendimento se fundou na estabilidade." Ele é "sem a tripla ação das qualidades da Prakriti, sem as dualidades, sempre baseado em seu verdadeiro ser, sem obter ou ter, com a posse de si mesmo. "Pois que alcances e pertences tem a alma livre? Uma vez possuído pelo Ser, estamos em posse de todas as coisas.

Sri Aurobindo, Essays on the Gita, First Series - pg. 101

* * *

O Processo do Yoga Integral (04)

Há, sem sombra de dúvida, uma diferença quase indelével entre indivíduos, que surge de seu papel especial, seu lugar, seu status na hierarquia infinita de seres; mas qualquer que seja esse papel ou status, dentro dele, cada um pode desenvolver suas próprias qualidades até a perfeição, cada um pode e deve aspirar a alcançar a pureza perfeita, a perfeita sinceridade, a harmonia profunda que nos conduz à consonância com as leis de ordem no universo.

10.março.1912 (p.21).

Uma compilação dos textos d´A Mãe e ensaios de Sri Aurobindo,
Paulette Hadgagy, Auroville.

▪ CASA Sri Aurobindo - Rua Senhora das Graças, 16 sala 110 - Cruzeiro ▪ Belo Horizonte - MG ▪

Início | A CASA | Cursos | Publicações | Yoga Integral | Biblioteca

casa_sri_aurobindo@yahoo.com.br
CASA Sri Aurobindo © 1996 - 2016