CASA Sri Aurobindo - Núcleo para o Livre Desenvolvimento da Consciência

A CASA Cursos Publicações Yoga Integral Biblioteca

EC18

INFORMAÇÕES - TRANSPORTE BH-MC

 

5. Kurukshetra (10)

Tudo o que parece mostrar é que aqui existe um elemento na existência, talvez o elemento inicial, que não sabemos conquistar, ou porque não pode ser conquistado ou porque não o examinamos com um olhar forte e imparcial para reconhecê-lo com calma e justiça e saber o que ele é. Devemos olhar a existência em sua face se nosso objetivo é chegar a uma solução correta, seja qual for a solução. E olhar a face da existência é olhar a face de Deus; pois os dois não podem ser separados, nem a responsabilidade pelas leis da existência do mundo se afasta daquele que as criou ou daquilo que a constituiu. No entanto, aqui também adoramos amenizar e nos equivocarmos. Erigimos um Deus de Amor e Misericórdia, um Deus do bem, um Deus justo, justo e virtuoso de acordo com nossas próprias concepções morais de justiça, virtude e correção, e todo o resto, dizemos, não é Ele ou não é dEle, mas foi feito por algum Poder diabólico ao qual Ele se sujeitou por algum motivo para manifestar sua vontade perversa ou por algum Ahriman escuro contrabalançando nosso gracioso Ormuzd, ou foi mesmo a culpa do homem egoísta e pecador que estragou o que foi feito originalmente perfeito por Deus. Como se o homem tivesse criado a lei da morte e do devorar no mundo animal ou aquele tremendo processo pelo qual a Natureza cria de fato e preserva, mas no mesmo passo e pela mesma ação inextricável mata e destrói. São apenas algumas religiões que tiveram a coragem de dizer sem qualquer reserva, como na Índia, que este enigmático Poder-de-Mundo é uma Deidade única, uma Trindade, para erigir a imagem da Força que atua no mundo na figura não só da beneficente Durga, mas da terrível Kali em sua dança de destruição manchada de sangue e dizer: "Esta também é a Mãe; isso também sabe ser Deus; isso também, se você tem a força, adore". E é significativo que a religião que teve essa honestidade implacável e tremenda coragem tenha conseguido criar uma espiritualidade profunda e ampla, como nenhuma outra paralela. Pois a verdade é o fundamento da espiritualidade real e a coragem é a sua alma. Tasyai satyam ayatanam.

Sri Aurobindo, Essays on the Gita, First Series - pg. 44

* * *

Auxiliando a humanidade (06)

A natureza está se esforçando para essa nova manifestação. Mas seus caminhos são tortuosos e sua marcha é incerta, cheia de paradas e regressões, tanto que é difícil perceber seu verdadeiro plano. No entanto, está cada vez mais claro que ela quer produzir uma espécie nova a partir da espécie humana, uma raça supramental que será para o homem o que o homem é para o animal. Mas o advento desta transformação, esta criação de uma nova raça que a Natureza levaria séculos de tentativas tateantes para realizar, pode ser efetuada pela vontade inteligente do homem, não só em um tempo muito mais curto, mas também com muito menos desperdício e perdas.

Aqui, o Yoga integral tem seu lugar e utilidade legítimos. Pois Yoga significa superar, pela intensidade de sua concentração e esforço, o atraso que o tempo impõe a toda transformação radical, em toda a nova criação.

O Yoga integral não é uma fuga do mundo físico, que o deixa irrevogavelmente ao seu destino, nem é uma aceitação da vida material como ela é, sem qualquer esperança de mudança decisiva, ou do mundo como a expressão final da Vontade Divina.

A Mãe, On Education, pg. 98

▪ CASA Sri Aurobindo - Rua Senhora das Graças, 16 sala 110 - Cruzeiro ▪ Belo Horizonte - MG ▪

EC18

Início | A CASA | Cursos | Publicações | Yoga Integral | Biblioteca

casa_sri_aurobindo@yahoo.com.br
CASA Sri Aurobindo © 1996 - 2016